quarta-feira, 18 de julho de 2012

Papais também têm a tal Depressão pós-parto!


As mamães não são as únicas a evidenciarem sintomas de medo, ansiedade e insegurança após terem um filho. O pai também pode demonstrar tais sentimentos. Isso se dá por que, apesar de o bebê trazer muita felicidade, ele também traz novas responsabilidades, e assim mudanças grandes ocorrem na vida do pai, as quais ele vai ter que aprender a lidar. A maior parte dos pais sofre isso principalmente com o primeiro filho, ou seja, se ocasionalmente o casal tiver outra criança, a experiência de depressão pós-parto será amenizada.
Existe uma idealização acerca da chegada de um filho, que consiste em pregar que o casal só terá alegria e satisfação total, plena e constante. Mas não é necessariamente dessa maneira que a situação se dá. Acontece que agora a atenção da mulher será dividida, e não direcionada apenas para o seu marido. A principal consequência disso é que muitos maridos acabam por se sentirem excluídos logo no começo. Em seguida, as reflexões acerca do futuro começam a se tornar mais presentes. Assim, muitas perguntas começam a passar pela cabeça do homem: “Será que a minha mulher vai voltar à forma física de antes?”, “Será que vou ser capaz de educar, prover e proteger meu filho?” “Será que serei um bom pai?”. A cobrança ao pai, nos dias de hoje, torna ainda mais forte a insegurança e o medo dos homens quando têm o seu primeiro filho.
Ansiedade, mudanças de humor e fácil irritabilidade entrarão em cena com mais frequência. Os sentimentos de insegurança para com o filho acabam por se misturar com os problemas externos, e assim muitas vezes a “culpa” do pós-parto pode ser atribuída ao trabalho fora de casa. A depressão pós-parto do homem pode ser combatida através de conversas eficientes, em que todos os pontos são abordados. Se isso não resolver, é preciso que um profissional seja consultado, para que ele analise o caso e tome as devidas providências.

8 comentários:

  1. Vou ganhar o Carrinho de Bebê que a MKM Shop e da Donamaricota estão sorteando no http://donamaricotafeliz.blogspot.com.br/2012/07/sorteio-mkm-shop.html

    ResponderExcluir
  2. Adorei o post nao sabia disso é bom ter informaçoes assim

    ResponderExcluir
  3. eu li sobre isso mesmo...
    o meu marido esta acompanhando a minha gravidez de perto e a unica coisa que mudou foi a barriga dele:também cresceu!

    mas acho que é por causa da minha comilança ... eu incentivo!

    nane

    ResponderExcluir
  4. Amei o texto.Estou grávida e pedi pra meu esposo dá uma lida e ele ficou bem surpreso...rs.Acredito que com certeza os homens também passam por suas mudanças,um bebê transforma vidas!

    ResponderExcluir
  5. Participando do sorteio no blog Dona Maricota Feliz!

    ResponderExcluir
  6. EU TIVE DEPRESSÃO PÓS-PARTO, MAS MEU MARIDO SOMENTE COMEMOROU E NADA DE MUITAS PREOCUPAÇÕES E NEM TRISTEZA E NÃO SOFREU COM AS MUDANÇAS.

    ResponderExcluir
  7. Interessante, assunto muito bem escolhido. Acredito que como eu, muitas mães não faziam ideia deste fato.
    Um filho, principalmente o primeiro, é sempre uma mudança grande na vida de um casal.
    Aqui em casa estamos preparados para nosso terceiro menininho,eu, meu marido e meu mais velho... Temo que meu menor ainda não tenha entendido que vai perder o colo tão cedo.
    Gostaria de sujerir este tema para o proximo post, a mudança na vida de uma criança (pequena - 1 ano) com a chegada de um irmão(a) .

    ResponderExcluir